Cãozinho vai na cerca do vizinho para receber uma massagem de filhote todos os dias

Fonte: CreepyWorld 

Beaù ama cães e humanos, e se ela não está se chegando em sua mãe Kayleigh Burrowes, ela provavelmente está passando um tempo com seu amigo vizinho. “Ela é tão impetuosa o tempo todo e adora se aconchegar”, disse Burrowes ao The Dodo. “Ela é muito amorosa com todos os cães do nosso vizinho, mas tem um amor maior por Rocco.”

Beaù conhece Rocco há um ano aproximadamente, e mesmo com a diferença  do tamanho entre eles, eles se tornaram melhores amigos. Rocco sentia falta do cachorro de Burrowes, Jak, que faleceu de velhice, e a atitude do novo bull terrier de Staffordshire o animou.”Ela o conheceu assim que demos permissão para ela sair e eles se conectaram instantaneamente “, disse Burrowes. “[Rocco] sentiu muita falta de Jak, pois eles eram muito próximos, então Beaù tornou tudo mais fácil.”

Mas Burrowes acabou não percebendo o quão próximos os dois cãozinhos haviam se tornado até que ela viu Rocco dando uma massagem secreta nas costas de Beaù através da cerca.

“Num certo dia, eu estava sentado no meu sofá, então observei a porta do pátio e Rocco estava massageando Beaù”, disse Burrowes. “Por um segundo pensei estar vendo coisas, mas agora elas não param.”

Vídeo: https://youtu.be/47D1bwn-UOU

Burrowes achou isso muito engraçado e pegou seu celular para gravar um vídeo. Ela postou o vídeo em sua página do Facebook, onde acabou viralizando

Burrowes achou isso muito engraçado e pegou seu celular para gravar um vídeo. Ela postou o vídeo em sua página do Facebook, onde acabou viralizando

Beaù adora um carinho bem feito e agora visita Rocco na cerca para receber sua massagem diária. Felizmente, Rocco não parece se incomodar – ele balança o rabo com alegria sempre que esfrega o amigo.

“A massagem dura o tempo que Beaù quiser”,falou Burrowes. “É uma coisa diária agora.”

Embora Beaù não massageie Rocco de volta, ela demonstra seu carinho de outras maneiras. “Quando ele para, ela dá uma patada nele para fazer o mesmo”, explicou Burrowes.

Se Burrowes não chamasse Beaù para dentro, os dois cães acabariam sentados dia e noite na cerca felizes, ela disse: “Eles são melhores amigos – pequenos e grandes.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.